SOTEPP –

Tecnologias e Políticas Públicas

Disciplina Obrigatória | 60h | 4 créditos


Ementa

Esta disciplina tem como objetivos: a) discutir os saberes e os poderes em suas aplicações no âmbito da produção social da tecnologia e sociedade; b) identificar as distintas tecnologias e os modelos de organização baseada na ética, estética e prática; c) analisar as políticas públicas, o avanço tecnológico e o desenvolvimento sociocultural; d) refletir sobre a organização social e as relações de risco dos impactos tecnológicos; e) discutir as novas posturas frente às implicações tecnológicas e os desafios contemporâneos. Será utilizada uma abordagem crítica e estrutural dos modelos de espaço político contemporâneo (“primitivação” ou modernização), assim como os princípios organizacionais e tecnológicos constituídos na relação entre sociedade e Estado.


Referências

BAZZO, W. A. Ciência, tecnologia e sociedade: e o contexto da educação tecnológica. 2°Ed., Florianópolis: Edufsc, 2011.

BENATTI, J. H., MACGRATH, D,G., MENDES DE OLIVEIRA, A. C.. Políticas públicas e manejo comunitário de recursos naturais na Amazônia. ANPPAS – Revista Ambiente e Sociedade. 2012.

BORGES, Mario Neto. As fundações estaduais de amparo à pesquisa e o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação no Brasil. Rev. USP,  São Paulo,  n. 89, May  2011 .   Available from <http://rusp.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-99892011000200012&lng=en&nrm=iso>. access on  11  Aug.  2015.

CALDAS, Cristina. O público percebe a ciência e tecnologia como fontes de risco?.ComCiência [online]. 2008, n.104 [citado  2015-08-11], pp. 0-0 . Disponível em: <http://comciencia.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-76542008000700006&lng=pt&nrm=iso>. ISSN 1519-7654.

COELHO, M. F. P.; SOUZA TAPAJÓS, L. M. DE; RODRIGUES, M (Orgs). Políticas sociais para o desenvolvimento: superar a pobreza e promover a inclusão; Simpósio Internacional sobre Desenvolvimento Social. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, UNESCO, 2010. 360p.

COSTA, A B.; HOYLER, T. Tecnologias Sociais e Políticas Públicas: desafios e abordagens necessárias para implementação. VI Enapegs eixo temático 2: gestão social, políticas públicas e território.  São Paulo, 1-17, 2012.

COSTA, A. B. (Org.). Tecnologia Social e Políticas Públicas. São Paulo: Instituto Pólis; Brasília: Fundação Banco do Brasil, 2013.

DA SILVA, Angela Carrancho. “Educação e tecnologia: entre o discurso e a prática.” Revista Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação 19.72 (2011): 527-554.

DAGNINO, R. P. (Org.). Tecnologia Social: Ferramenta para Construir outra Sociedade. Campinas-São Paulo IG-UNICAMP, 2009.

DIAS, R. B. Tecnologias sociais e políticas públicas: lições de experiências internacionais ligadas à água. Inclusão Social, Vol. 4, No 2, p. 56-66, (2011).

DIAS, R. B.; SERAFIM, M. P. Educação CTS: uma proposta para a formação de cientistas e engenheiros. Avaliação: Revista da Educação Superior, v. 14, n 3, 2009.

JABBOUR, C. J. C.. Tecnologias ambientais: em busca de um significado. Revista de Administração Pública. Rio de Janeiro. 2010.

JAPIASSU, H. Sonho transdisciplinar e razões da filosofia. Rio de Janeiro: IMAGO, 2006.

JARROSSON, B. Humanismo e técnica: o humanismo entre economia, filosofia e ciência. Lisboa: Instituto Piaget, 1997.

LEVY, S. Progress against poverty: Sustaining Mexico’s Progresa-Oportunidades Program. Washington D.C.: Brookings Institution Press, 2006.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Caderno de Licenciamento Ambiental, Brasília, 2009.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4 ed. São Paulo: Editora da USP, 2008.

Topo