SOTEPP –

Projetos de Pesquisa

Projeto de pesquisa: Sustentabilidade, Políticas Públicas e Inovação

Data de início: 2014

Linha de pesquisa: Tecnologia, Ambiente e Sociedade

NOME

CATEGORIA

RESPONSÁVEL

 Diego Rodrigues  Permanente  Sim
 Janaína Junkes  Permanente  Não
 Valter Silva  Permanente  Não

A sustentabilidade necessita de abordagens que a incorporem de forma interdisciplinar, tanto no campo das Ciências Sociais e Aplicadas quanto nas Biológicas e nas Exatas. A própria ideia envolvendo sustentabilidade não se resume ao meio ambiente isolado das suas dimensões antrópicas, mas as inclui de maneira interdependente. Uma das características envolvendo as dimensões sociais, econômicas e ecológicas da sustentabilidade é a transversalidade das políticas públicas, pois elas se estendem do fomento da inovação de tecnologias sociais ao planejamento urbano-ambiental, das estratégias políticas de conservação da biodiversidade à valoração econômica de bens e serviços ambientais, do debate sobre ética e consumo ao desenvolvimento de tecnologias mais limpas, entre outras interfaces.

Esta proposta exploratória, busca investigar a sustentabilidade, ou a ausência dela, envolvendo as políticas públicas como objeto de estudo, nas suas dimensões local e/ou regional, por meio de estudos de caso e/ou em medida comparada. Adota-se nesta pesquisa uma metodologia mista. Para tanto, serão elaborados indicadores quantitativos que mensurem o quadro de sustentabilidade forte ou fraca de políticas públicas, além do uso complementar de etnografia e análise de imagens orbitais.

O projeto do Dr. Diego Rodrigues, “Mais accountability, maior sustentabilidade? investimento estrangeiro direto e o controle democrático no licenciamento ambiental em mineração na Amazônia brasileira, colombiana e peruana (2006–2012/CNPq)” foca a conexão entre a qualidade democrática e o desempenho ambiental numa perspectiva comparada cujo objetivo é analisar a correlação positiva, na Amazônia brasileira, colombiana e peruana, entre a maior recepção de investimento estrangeiro direto (IED) na exploração de recursos naturais como mineração e uma maior degradação e baixa compensação ambiental nos países.

A Dra. Janaína Junkes, investiga a “Valorização de Resíduos” tema de grande importância devido ao acelerado processo de industrialização, aliado à expansão demográfica, que acarreta em um aumento considerável na produção de resíduos sólidos, particularmente os de origem industrial. Dentro deste tema, há atualmente 3 subprojetos em andamento, financiados pelo UNIT/AL, focando a reutilização de resíduos como matérias primas alternativas.

Projeto de pesquisa: Sociedade, Cultura e Narrativas

Data de início: 2013

Linha de pesquisa: Sociedade, Território e Políticas Públicas

NOME

CATEGORIA

RESPONSÁVEL

 Jesana Batista  Permanente  Sim
 Walcler Junior  Permanente  Não
 Daniela Kabengele  Permanente  Não
 Ana Lídia Soares Cota Colaboradora  Não
 Vivianny Kelly Galvão Colaboradora  Não

Este projeto interdisciplinar percebe a sociedade como expressão do espaço, tanto em sua dimensão territorial quanto simbólica e imaginária.

Investigam-se as dinâmicas do mundo social a partir das tecnologias culturais em uma perspectiva transcultural em narrativas, imagens, lugares, trajetórias, presentes na literatura, na poesia, no cinema, nas artes e em outras práticas.

As tecnologias culturais que envolvem identidades, registro de saberes, modos de fazer/dizer, relações raciais e de gênero, sexualidades são categorias de análise para a compreensão das relações sociais e das historicidades.

Baseia-se em discussões teóricas e metodológicas para evidenciar conhecimentos e contextos não hegemônicos. O projeto da Dra. Daniela do Carmo,“Marcadores Sociais da Diferença e Trajetórias” investiga categorias diacríticas, como: raça,etnia,gênero, geração,e suas possíveis intersecções.

O projeto do Dr. Walcler Mendes Junior, “O sertão alagoano sob premissas pós-estruturalistas: nordeste sim, nordeste não”, aborda o signo nordeste através de conceitos relativos a identidade e ao território como categorias fluidas expressas em discursos/imagens que ora afirmam ora negam o signo.

O projeto “Imagens, Narrativas, Cultura e Memória” da Dra. Jesana Pereira investiga processos identitários e simbólicos ligados às transformações sociais. Propõe pensar como as imagens e narrativas operam modos de mediação entre indivíduo/cultura/territórios.

O projeto “Microbiota Bucal, Virulência e Ações Preventivas Pontuais” da Dra. Ana Lídia Cota, investiga os fatores de transmissão da bactéria Stretococcus mutans em crianças na fase pré-escolar. Propõe pensar ações de assistência odontológica e a construção de políticas que revertam a situação.

O projeto da Dra.Vivianny Kelly Galvão “Teoria da cultura e direitos humanos” reflete o direito como construção cultural e tem como ponto de partida a crítica às funções do Estado, dentre elas a de representante da identidade coletiva.

Projeto de pesquisa: Ecologia humana, referências culturais e sustentabilidade: uma abordagem interdisciplinar

Data de início: 2014

Linha de pesquisa: Tecnologia, Ambiente e Sociedade

NOME

CATEGORIA

RESPONSÁVEL

 Ronaldo Alvim  Permanente  Sim
 Pedro Simonard  Permanente  Não
 Ajíbola Badiru  Permanente  Não

A partir dos pressupostos da Ecologia Humana, o projeto investiga as referências culturais, o signo, a linguagem, a (auto) nomeação e a sustentabilidade de maneira crítica, partindo do estudo de grupos e comunidades, na busca da compreensão de como esses grupos sociais se apropriam e (re) significam seus territórios. O objetivo é analisar e interpretar relações entre indivíduos e grupos na constituição de territórios a partir da matriz física e simbólica, pensar como essas relações (as relações individuais e culturais no seu espaço-tempo) se dão na construção do saber, na identidade, no desenvolvimento de tecnologias sociais, no planejamento territorial, no grau de pertencimento e padrões de sustentabilidade socioambiental. Dentre as metodologias de pesquisa, destacam-se a etnoecologia, a etnobotânica, a etnografia, a observação participante, os métodos da antropologia visual, os estudos da linguagem e estudos dos padrões socioambientais.

Nesta linha de pesquisa, o projeto do Professor Dr. Pedro Simonard, “A reprodutibilidade sociocultural em uma comunidade remanescente de quilombos no Estado de Alagoas” busca verificar como e de que maneira a certificação e o reconhecimento enquanto comunidade remanescente de quilombos interferem, modificam, favorecem ou dificultam a vida das famílias que vivem neste território.

O Professor Dr. Ajibola Isau Badiru em sua pesquisa contempla o fenômeno da cidade e discute os conteúdos urbanos, visíveis e invisíveis, que são fundamentais na compreensão e (re)significação de região,  dinâmica estrutural e, sobretudo, das dimensões humanas e socioambientais traduzida pela Ecologia da Paisagem Urbana (Badiru, 2006). A Ecologia da Paisagem é interdisciplinar pela síntese de duas matérias principais: a ecologia humana e a geografia urbana. O pesquisador procura traduzir formas, estruturas e modelos das relações demográficas bem como implicações socioambientais derivadas dos padrões ecológicos que são intervenientes no paradigma de manejo territorial. O pesquisador participa no Grupo GEOPLAN.

O professor Dr. Ronaldo Gomes Alvim aplica os conceitos de Ecologia Humana a projetos que analisem as relações históricas do homem com seu entorno. Para isto, serão considerados aspectos focais como interação com o lugar, sentimento de pertencimento, formas e graus de ocupação e os conflitos gerados ao longo deste processo bem como a capacidade de suporte dos ecossistemas. Por fim, como estes processos têm sido fundamentais ao longo da evolução social na manutenção econômica e cultural dos grupos societários.

Projeto de pesquisa: Democracia, Gestão Pública e Acesso à Justiça

Data de início: 2013

Linha de pesquisa: Sociedade, Território e Políticas Públicas

NOME

CATEGORIA

RESPONSÁVEL

 Verônica Marques  Permanente  Sim
 Lorena Monteiro  Permanente  Não
 Gabriela Maia Rebouças  Permanente  Não

A compreensão da democracia na contemporaneidade está ligada a ampliação do acesso a direitos e políticas públicas que fomentam a participação nas instituições e espaços democráticos. O objetivo desse projeto é estudar as diversas formas de participação/mobilização/controle social no processo das Políticas Pública, incluindo as políticas de acesso à justiça. Por acesso à justiça entende-se não somente acesso ao Poder Judiciário, mas, também, acesso e reconhecimento a direitos, e implementação de políticas públicas que impliquem no empoderamento dos atores envolvidos. Investiga também a atuação de espaços democráticos como: conselhos setoriais, conferências e fóruns, que funcionam como freios institucionais, bem como impulsionadores de políticas públicas.

A Dra. Verônica Marques desenvolve o projeto “Políticas públicas de proteção aos Direitos Humanos, participação e controle social”, e o projeto de mobilização acadêmica, “Direitos Humanos na Democracia Contemporânea: velhos e novos embates”. Este envolve três programas de Pós-Graduação: Direitos Humanos da UNIT/SE, Ciências Sociais da UFBA e Política Social da UnB.A pesquisa “O impacto social das reformas da gestão Pública no Nordeste: Alagoas, Pernambuco e Sergipe em perspectiva comparada”, coordenado pela Dra. Lorena Monteiro, financiada pelo CNPq – Edital Universal 14-2014, analisa o desempenho dos indicadores sociais na área da saúde, segurança pública e educação nos Estados que implementaram reformas em suas formas de gerir o Estado, como Sergipe, Alagoas e Pernambuco.

O projeto Cartografia da criação e desenvolvimento de práticas de mediação e conciliação no nordeste do Brasil (2014/2016), edital CNPq Universal 14/2013, é coordenado pela Dra. Gabriela Rebouças. Ela coordena também projeto de mobilidade acadêmica que visa implantar Observatório de políticas públicas de acesso à justiça (OPPAJ), constituidor dema rede de pesquisadores entre os programas: Direito da UnB, Ciência Política da UFPE e Direitos Humanos da UNIT/SE.

Topo