SOTEPP –

Linguagem, Poder e Sociedade

Disciplina eletiva | 45h | 3 créditos


Ementa

A disciplina aborda questões relativas ao poder e à dominação entre sujeitos e grupos sociais. A produção de poder se relaciona com a elaboração de discursos entendida como campo reflexivo de conflitos e determinação de nomenclaturas, linguagens e dicções que estabelecem hierarquias umas sobre outras. Reconhece a relação de hierarquia e dominação estabelecida entre dois polos diferenciados e implicados na determinação e uso de linguagens, discursos e dicções específicas, bem como as estratégias relativas aos sujeitos/grupos alteres entre si, responsáveis pela produção de discursos antagônicos. A possibilidade de inversão dessas posições ou mesmo de deslizamento da lógica que determina a dominação está em constante disputa, estimulando novas estratégias e ações. A disciplina se divide em três escopos discursivos: o primeiro de influência frankfurtiana, o segundo expresso pela geração relativa à virada linguística do Maio de 68 e o terceiro, mais contemporâneo, constituído por autores críticos e aderentes ao termo pós-modernidade.


Referências

ADORNO/HORKHEIMER. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2006.

ALBUQUERQUE Jr. A invenção do Nordeste e outras artes. São Paulo: Cortez, 2006.

BAUDRILLARD, Jean. Para uma crítica da economia política do signo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BHABHA, Homi K. O local da cultura. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2013.

BOURDIEU, P. A Distinção. São Paulo: EDUSP, 2007.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. “Introdução: Rizoma”. In: Mil platôs – capitalismo e esquizofrenia. Vol. 1. São Paulo: Ed. 34, 2011.

DERRIDA, Jacques. A escritura e a diferença. São Paulo: Perspectiva, 2014.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. São Paulo: Editora Martins Fontes, 2007.

HADDOCK-LOBO, Rafael. Derrida e o labirinto de inscrições. Porto Alegre: Zouk, 2008.

HARVEY, David. A condição pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 2006.

JAMESON, Fredric. Espaço e imagem: teorias do pós-moderno e outros ensaios. Rio de Janeiro: Ed. da UFRJ, 2006.

ZIZEK, Slavoj. Órgão sem corpos: Deleuze e consequências. Rio de Janeiro: Cia. De Freud, 2008.


Filmografia

Onde sonham as formigas verdes. Direção: Werner Herzog. Produção: Werner Herzog, Alemanha,1984. (100 min). Título original: Wo die grünen Ameisen träumen.

Utopia e Barbárie, Direção: Silvio Tendler. Produção: Ana Rosa Tendler. Brasil, 2009 (120 min).

A estratégia do caracol. Direção: Sergio Cabrera. Produção: Salvatore Basili Colômbia, 1993 (116 min). Título Original: La estrategia del caracol.

5 Broken cameras, Direção: Emad Burnat, Guy Davidi. Produção Emad Burnat, Guy Davidi, Palestina, 2011 (94 min). Título Original: Khamas Kamīrāt Muḥaṭṭamah.

Terra Sonâmbula, Direção: Teresa Prata, Produção: António da Cunha Telles e Pandora da Cunha Telles. Moçambique, 2007 (96 min).

O guia pervertido da ideologia, Direção: Sophie Fiennes. Produção: Sophie Fiennes. Irlanda, 2012 (134 min). Título Original: The Pervert’s Guide to Ideology.

 

Topo