SOTEPP –

Ecologia Humana

Disciplina eletiva | 45h | 3 créditos


Ementa

A disciplina pretende contribuir para uma reflexão histórica e contemporânea das relações entre ambiente e sociedade. Propõe uma análise interdisciplinar dos conceitos metodológicos, através de uma estratégia inter e multicomportamental. Aborda aspectos sociais, econômicos, políticos, culturais, científicos, tecnológicos, ecológicos e éticos da problemática socioambiental, refletindo de forma crítica os paradigmas de desenvolvimento ecologicamente sustentável.


Referências

ALVIM, R.G.; BADIRU, A. I.; MARQUES, J. Ecologia Humana uma visão global. Feira de Santana: Editora UEFS, 2014.

ALVIM, R. G. Ecologia Humana da visão acadêmica aos temas atuais.  Maceió: EDUFAL, 2012.

BARBIERI, J.C.; VASCONCELOS, I.F.G.; ANDREASSI,T. VASCONCELOS, F.C. Inovação e Sustentabilidade: novos modelos e proposições. São Paulo, v. 50, n. 2, p. 146-154abr./jun. 2010.

COMISSÃO DE AVALIAÇÃO ECOSSISTÊMICA DO MILÊNIO. Ecossistemas e bem-estar humano. Estrutura para uma avaliação. São Paulo. Senac. 2005.

HANNIGAN, J. A. Sociologia ambiental. Editora Vozes.  Petrópolis. 2009.

KEESING, R. M., ANDREW J. S. Antropologia Cultural uma perspectiva contemporânea. Editora Vozes, Petrópolis. 2014

LENZI, C. L. Sociologia ambiental: risco e sustentabilidade na modernidade. (coleção Ciências Sociais). Bauru. Edusc. 2006.

MIRES, F. O DISCURSO DA NATUREZA: ECOLOGIA E POLÍTICA NA AMÉRICA LATINA. ufsc 2010

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. OMS. Ecossistemas e bem estar humano. Alguns resultados da avaliação ecossistêmica do milênio. Síntesis sobre salud. Editora OMS. 2005.

QUEIROZ, M. J. de. Em nome da pobreza. Topbooks Editora. Rio de Janeiro. 2006.

REICHHOLF, J. H. Breve história da natureza no último milênio. Senac. São Paulo, 2009.

SILVA, C. L. Da; SOUZA-LIMA, J. E. De. Políticas Públicas e Indicadores para o Desenvolvimento Sustentável. Saraiva, 2010.

STRUMINSKI, E. “Os discursos sobre a sustentabilidade, no Brasil e na Região Metropolitana de Curitiba, de 1500 aos dias atuais. Curitiba”, 2006: (Tese Doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento) – Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2006.

VEIGA, J. E. da, A desgovernança mundial da sustentabilidade. Editora 34, 2013

WALDMAN, M. Meio Ambiente & antropologia. São Paulo. Editora Senac. Série Meio Ambiente, n.6. 2006.

Topo